Blog da Univittá

A importância da água para os equinos

A importância da água para os equinos
A água é um elemento muito importante na nutrição dos equinos, porém pouca lembrada da sua qualidade, em potros a ingestão de água se inicia entre 2 a 3 semanas de vida, porém seu consumo ainda é reduzido, já que é predominante a ingestão de leite. A água é rica em sais mineiras de suma importância para os equinos tais como Cálcio, Fósforo, Ferro, Iodo, Cloro, Potássio, Magnésio, Flúor e Sódio. Além disso compõe grande parte do organismo e está presente em todas as reações enzimáticas e no metabolismo do animal.

Um equino em condições normais de saúde e em repouso, apresenta um consumo de 45 litros de água por dia, isso pode variar de acordo com alimentação, temperatura e condições ambientais. O feno, o sal mineral e dietas com alto nível de proteínas podem aumentar significativamente o consumo de água.

O feno quando muito seco leva um desvio de água do corpo do animal para o intestino, na intenção de umidificar as fezes; O sal mineral por sua vez aumenta a concentração de minerais no organismo e isso propicia um aumento no consumo de água na intenção de manter o equilíbrio fisiológico para o bom funcionamento do organismo, já as dietas com alto nível proteico também aumentam o consumo de água, pois há uma produção excessiva de nitrogênio, que é eliminado pela urina, ou seja, é necessário aumentar a produção de urina para conseguir excretar este excesso de nitrogênio.

Nos dias de temperatura elevada os animais perdem muito liquido para o meio externo, pela transpiração, pela respiração, e pelos exercícios durante o dia, esta perda pode se agravar se o animal apresentar sudorese intensa e ficar ofegante por muito tempo, já nos dias de temperaturas baixas o animal tende a diminuir o consumo de água, então neste caso  a suplementação com sal mineral próprio para equinos se faz mais necessária.

Também devemos dobrar a atenção ao fazer o transporte dos animais. Fornecer água antes, durante e depois do transporte caso seja muito longo, é de fundamental importância para que o animal não fique desidratado durante percurso. Durante atividades de longos períodos, como cavalgadas e romarias deve-se fornecer água para o cavalo durante o trajeto, porém em quantidade moderadas e o consumo à vontade de água deve ser fornecido uma hora após o termino das atividades.
A desidratação no equinos pode levar a morte se chegar à 10% de perda de água no organismo, nos casos menos graves de desidratação o animal tem uma queda no seu desempenho em competições e trabalhos, diminuição no consumo de ração e diminuição na motilidade intestinal, o que pode levar a quadros de cólica por compactação.

Então devemos sempre lembrar de fornecer uma água de ótima qualidade, isso é tão importante quanto a dieta oferecida para os equinos, já que para um bom resultado do metabolismo, homeostase, digestão e desempenho do animal ele necessariamente precisa estar muito bem hidratado, com água de boa qualidade, cochos limpos e de fácil acesso! 
Saiba onde comprar produtos Univittá:
Encontre o revendedor mais próximo.
Compartilhe este post:

Postado Por: Gabriel Fernandes

Gabriel Fernandes
Estudante de medicina veterinária, amante dos cavalos e atualmente trabalha no departamento de marketing e relacionamento com o cliente na Univittá Saúde Animal.

Leia Também:

Gostou deste post? Deixe seu comentário