Blog da Univittá

Cuidado com o garanhão para garantir uma boa reprodução, e consequentemente um potro campeão.

Cuidado com o garanhão para garantir uma boa reprodução, e consequentemente um potro campeão.

O fato de estarmos em um país de clima tropical garante à estação de monta certa flexibilidade. Os cios das éguas se distribui durante todo ano, permitindo ao criador planejar a estação de monta para o período que mais o convém, em virtude do calendário de provas, e até mesmo de momentos de maior disponibilidade de alimento. Na região sudeste as estações de monta são mais concentradas em um único período, proporcionando um maior descanso para o garanhão.

Quando falamos em saúde e manutenção física e mental de um garanhão, é importante salientarmos alguns aspectos que podem provocar um declínio na fertilidade, onde no período de descanso se não houver a prática de uma dieta nutricional equilibrada e exercícios físicos regulares muitos desses fatores podem interferir nos índices reprodutivos, são eles:

  • Doenças infecciosas;
  • Infestações verminóticas;
  • Desequilíbrios nutricionais;
  • Enfermidades diversas; e
  • Obesidade.

No ponto de quesito comportamental, o garanhão deve ser condicionado para cobrir a égua dentro de procedimentos corretos de condução da monta, evitan­do-se acidentes e a ocorrência de distúrbios ejaculatórios. Utilizando nas primeiras experiências sexuais, uma égua mansa, com sinais evidentes de cio, bem receptiva ao garanhão.

Sempre quando falamos de baixo índices reprodutivos, tendemos a associar o problema à fêmea, mas nem sempre é assim. Dessa forma em torno de 3 meses antes de iniciar a estação de monta, exames devem ser realizados, para buscar possíveis causas de sub-fertilidade.

De forma básica os exames reprodutivos devem envolver:

  1. Órgãos genitais;

Para esse exame os testículos devem ser apalpados, pois há uma correlação positiva entre o tamanho e a produção de espermatozoides. Dessa forma, observando qualquer anormalidade como tamanho reduzido, a presença de somente de um testículo ou a ausência dos dois, o médico veterinário deve ser consultado para avaliar possíveis intervenções ou viabilidade da monta desse garanhão.

  1. Características morfológicas;

Os aspectos físicos listados abaixo são diretamente ligados ao garanhão. Por isso, devem ser observados com maior atenção na avaliação física prévia do garanhão. 

  1. Presença de cegueira;
  2. Prognatismo;
  3. Pescoço invertido;
  4. Lordose;
  5. Dorso selado demais; e
  6. Desvios de aprumos; fator esse que pode interferir na capacidade de monta.
  1. Lesões ou injurias;

Mais comundo do que se espera, lesões nos cascos pode gerar perdas consideráveis nos índices zootécnicos. A presença de brocas ou fragilidade dos cascos podem gerar dores que durante as coberturas, e podem desestimular a cobertura do garanhão.

Dessa forma, com avaliação um  tempo antes do inicio da estação de monta, muitos desses problemas poderão ser tratados.

Importante observar a presença de possíveis lesões nos testículos ou pênis, mais diretamente ligadas à performance sexual, podendo apresentar o mesmo impecilho das lesões nos cascos, e até mais graves. 

  1. Temperamento;

Animais que apresentam vícios e outros indicativos de temperamento indócil herdado, deverão ser eliminados do processo reprodutivo. Os pricipais motivos são as dificuldades de manejo, e riscos de injúrias nas éguas e/ou tratadores. É importante distinguir os vícios herdados daqueles adquiridos, visto que estes últimos não serão transmitidos para o potro, e poderão ser cor­rigidos com a educação.

  1. Avaliação do sêmen;

Esse exame reprodutivo pré-estação de monta envolve o exame fisiológico e bacteriológico da amostra seminal. Juntamente com o modo pelo qual o garanhão executa a monta, este parâmetro compreende o exame de fertilidade propriamente dito e deve contemplar:

  1. Libido; esta deve ser vigorosa, resultando na ereção imediata do pênis, na presença da égua em cio.
  2. Qualidade seminal; determinada pelo volume do ejaculado, concentração espermática, motilidade e morfologia.

Importante lembrar que a fertilidade aparente de um garanhão pode ser boa, mas altamente influenciada pelas éguas. Caso sejam “éguas problemas”, sua real fertilidade será mascarada, ou se é um número grande de éguas, todas em excelente estado clínico-fisiológico, mas o operador não conduz correta­mente o manejo reprodutivo, ou até mesmo se usamos um garanhão com pou­cas éguas / estação de monta, ficando difícil estimar o verdadeiro potencial reprodutivo deste garanhão, mesmo que ele enxerte estas poucas éguas.

Assim, podemos contemplar as principais causas de infertilidade como: ­

  1. Falhas de manejo;
  2. Deficiências nutricionais;
  3. Higiene e idade inadequadas;
  4. Distúrbios ejaculatórios;
  5. Indiferença sexual;
  6. Anormalidades espermáticasl
  7. Infecções genitais;
  8. Anormalidades testiculares; e
  9. Sobre uso na reprodução; onde definimos:
    1. Um cavalo jovem, entre 2,5 a 4,0 anos de idade, pode cobrir até 20 éguas na estação de monta com, no máximo, 1,0 salto / dia.
    2. Um cavalo adulto, acima de 4,0 anos de idade, pode servir 40 éguas na estação de monta com, no máximo, uma média de 1,5 saltos / dia durante a semana.

Dessa forma, podemos concluir que muitos são os fatores que influenciam a criação de um potro campeão, pois além de tudo isso temos a genética como fator determinante da escolha de um garanhão. Uma vez feito isso, não podemos esquecer da parte nutricional,  que deve ser olhada com carinho e acompanhada antes e durante toda a estação de monta.

Existem inumemos produtos no mercado que podem ajudar para ajustes rápidos no score corporal dos garanhões, mas uma coisa jamais deve faltar; a utilização de aditivos, em especial os probióticos, podem melhorar o aproveitamento de toda a dieta do animal e garantir a saúde intestinal dos animais durante todo período de trabalho, além de proporcionar aos animais envolvidos uma melhor qualidade de vida.

A linha de equinos da univittá é composta pro produtos que garantem cuidados pontuais, para uma melhora global na saúde do seu animal. Clique aqui e confira mais! 

Saiba onde comprar produtos Univittá:
Encontre o revendedor mais próximo.
Compartilhe este post:

Postado Por: Allan Rômulo

Allan Rômulo
Medico Veterinário, empresário fundador da Univittá Saúde Animal, pós graduado em administração de empresas pela FGV. Formulador e desenvolvedor de tecnologias para nutrição animal, com experiência em marketing veterinário e venda de produtos de conceito.

Leia Também:

Gostou deste post? Deixe seu comentário