Blog da Univittá

Como melhoro o pelo do meu cavalo?

Como melhoro o pelo do meu cavalo?

Muitas pessoas se fazem essa pergunta e buscam referência entre colegas ou pela internet, e nem sempre conseguem o tão desejado resultado de melhorar a pelagem de seu animal. O fato é que esse é um “investimento” a médio ou longo prazo, e que vários fatores vão influenciar na qualidade do pelo, no tempo de resultado e até mesmo no sucesso do tratamento. 


O clima

Apesar de vivermos em um país de clima tropical, naturalmente no inverno o pelo dos cavalos crescem muito com o objetivo de proteger o animal dando um aspecto peludo, dando entender muitas vezes que o animal está sendo mau tratado nutricionalmente falando. Já no verão o pelo tende a ser mais curto e fino descartando esse tipo de leitura.

Para evitar o impacto do clima na qualidade do pelo doa animais algumas técnicas de manejo podem ajudar, pois o excesso de tempo no sol também é prejudicial pelo fato de “queimar” o pelo, alterando a sua cor e aspecto na maioria das vezes.


Parasitas

Em muitos casos as infestações parasitárias influenciam diretamente na qualidade do pelo dos animais, pelo fato de prejudicar o aproveitamento dos nutrientes fornecidos na dieta do animal, ou desencadeando em alguns casos irritações locais e/ou generalizadas na pelagem. Nesse contexto, os vermes vão atuar prejudicando a absorção dos nutrientes já os ectoparasitas como carrapatos, piolhos ou fungos causando a irritação da pele e do pelo do animal.

Para minimizar esses efeitos negativos, defina um bom manejo de vermifugação de seu animal e esteja sempre atento a prevalência de carrapatos e lesões de pele fazendo um controle estratégico desse tipo de parasitas.


Manejo

Quando falamos nas técnicas de manejo que visam a melhoria da pelagem do animal, muita coisa é recomendada e outras o bom senso será fundamental. A falta de escovação e banho interfere de forma negativa na qualidade do pelo dos animais, uma vez que a falta de higiene torna a pelagem um meio propício a ectoparasitas e fungos, mas cuidado! O excesso de banho também é prejudicial à pele do animal e consequentemente a qualidade do pelo, pois pode remover exageradamente a oleosidade natural e consequentemente mecanismos de defesa da pele.

Já a escovação é sempre bem vinda, podendo ser feita duas ou mais vezes por dia  e dar banho utilizando shampoos e condicionadores próprios para cavalos é uma excelente ferramenta para manter a qualidade do pelo, mas lembre-se que guardar o animal molhado na cocheira também não é um hábito favorável, pois facilita a colonização de fungos na pele.


Nutrição

O animal é oque ele come, e muitas vezes não nos damos por conta de quanto uma determinada dieta ou manejo nutricional está prejudicando nossos animais. As bactérias intestinais são responsáveis por sintetizar a maioria das vitaminas e por digerir os nutrientes da dieta, cuidar para que a digestibilidade dessa dieta seja otimizada é uma importante ferramenta para garantir o bom estado geral do equino.

Como já dito, uma vermifugação bem feita e garantir acesso a um volumoso de qualidade, damos ferramentas básicas de vida para o equino, mas podemos fazer mais por eles. Uma mineralização bem feita é fundamental para o equino, uma vez que influencia diretamente no ganho de peso, qualidade de casco, pelagem e até mesmo na performance.

Mas quais fontes de minerais e vitaminas têm no mercado para alimentação dos equinos? Atualmente existem inúmeras marcas de rações e o nível de matéria prima e nutrientes que todas trabalham podem colaborar significativamente para o desenvolvimento do animal e melhoria da qualidade de vida. Além disso a utilização de aditivos funcionais probióticos contribuem no aproveitamento de tudo que é dado para o animal, o Pro-SACC por exemplo, é um concentrado de levedura viva que propicia a qualidade das bactéria intestinais aumentando significativamente a digestibilidade e consequentemente o aproveitamento dos nutrientes.

Usar ferramentas como o Pro-SACC, acrescido das dicas acima citadas vão garantir a qualidade da pelagem dos equinos trabalhando não somente o sintoma, mas a causa da má qualidade de pelo do seu animal. Por tanto, fique atento!!! A deficiência nutricional dos animais é refletida diretamente na pelagem, tornando-a sem brilho, escassa ou arrepiada, e em 90% dos casos pequenos ajustes no manejo e na utilização de produtos de qualidade serão determinantes na solução do problema.

 

Saiba onde comprar produtos Univittá:
Encontre o revendedor mais próximo.
Compartilhe este post:

Postado Por: Jayme Rocha

Jayme Rocha
Apaixonado por cavalos, treinador e estudante de Medicina Veterinária, atualmente trabalha no departamento de marketing e relacionamento com o cliente na Univittá Saúde Animal.

Leia Também:

Gostou deste post? Deixe seu comentário