Blog da Univittá

Hábitos alimentares dos ovinos, caprinos e cordeiros

Hábitos alimentares dos ovinos, caprinos e cordeiros
Dês de muito tempo os ovinos têm como característica andar em bandos fator esse que tem um propósito, permanecerem seguros frente a predadores sendo esse mais um motivo de preferirem pastagens baixas uma vez que uma vegetação alta dificulta a visualização entre eles. Juntamente à isso consideramos o fato de que tal comportamento esteja ligado à sua estrutura buço-maxilar de preensão do alimento revelando a capacidade de pastejar rente ao chão. Assim com os lábios superiores fendidos e moveis o animal revela maior capacidade de preensão de forragens em relação aos bovinos, usando para esse fim os abios, os dentes e a língua.

Dentro dos hábitos alimentares dos ovinos é importante salientar que se trata de uma espécie muito seletiva, tendo como critério não só a escolha preferencial de uma planta ou outra, mas seleção dentro de uma mesma espécie que apresente no alto do pastejo alguma parte preferida pelo animal. Algumas literaturas relatam diferenças nos hábitos alimentares entre os ovinos deslanados e lanados, onde os ovinos deslanados tem maior preferência por plantas de folhas largas geralmente leguminosas, aspecto bem justificado por se tratarem de animais que tem como terra natal o nordeste brasileiro uma região que não tem a disponibilidade do alimento de qualidade o ano todo abrigando assim que os animais busquem plantas mais arbustivas e de folhas largas indicando que são plantas mais nutritivas. Por sua vez os lanados apresentam hábitos de pastejo rasteiro tendo as gramíneas de maior importância para a sua alimentação.

Basicamente o ovino divide seu tempo em: buscar alimentos, ruminação e descanso, onde logicamente que à busca por alimento terá fim somente após a exaustão. Pensando nisso devemos adequar o manejo ao habito de pastejo ao animal que criamos, para que o mesmo ingira o Maximo de alimento em menor tempo possível, tendo como parâmetro fundamental a ser analisada na pastagem à altura e a densidade da gramínea empregada. Uma ovelha seca pasteja em média 8 horas por dia e efetua em torna de 100 bocadas por minuto.


Tabela de relação entre a altura do pasto e o tempo de pastejo.

Fórmula de leite enriquecido para cordeiros

Por alguns motivos muitos deles inerentes ao nosso controle, algumas ovelhas abandonam seus filhotes assim que nascem. Esse abandono por muitas vezes comprometem a vida desse animal aumentando assim assustadoramente a taxa de mortalidade de nosso rebanho.
Para reverter esse quadro, o produtor se vê com a necessidade de suplementar esse animal. Mas de que forma essa suplementação deverá ser feita? Como podemos garantir a vida desse animal, ou até mesmo suprir a falta do leite materno?
Infelizmente a substituição de todos os benefícios gerados ao cordeiro pelo consumo do leite materno será impossível de ser realizada a contento, mas podemos criar alguns artifícios que pelo menos garanta a sobrevivência desse animal.
Um dos recursos mais indicados para a alimentação desse cordeiro é realizar a ordenha dessa mãe, principalmente nos primeiros momentos pós parto, para que possamos aproveitar o colostro. Na impossibilidade, indicamos a seguinte mistura:

  • - 1 Litro de leite;
  • - 1 Ovo;
  • - 2 colheres de chá de óleo;
A validade desse preparado é de no máximo um dia, por tanto a cada dia seguinte deverá ser feito um outro preparado e conservado em geladeira em uma mamada e outra.
As mamadas deverão ser feitas várias vezes ao dia, podendo espaçar seus intervalos a medida que o animal iniciar a alimentação de alimento seco.
A Univittá desenvolveu em seu portfólio o Pro-SACC um aditivo funcional probiótico que proporciona ao animal uma absorção e digestão diferenciada dos alimentos, garantindo o desenvolvimento e principalmente o aumento da propriedade. O Pro-SACC possibilita uma segurança alimentar e prevenção de diarreias e distúrbios gastrointestinais. 
Saiba onde comprar produtos Univittá:
Encontre o revendedor mais próximo.
Compartilhe este post:

Postado Por: Allan Rômulo

Allan Rômulo
Medico Veterinário, empresário fundador da Univittá Saúde Animal, pós graduado em administração de empresas pela FGV. Formulador e desenvolvedor de tecnologias para nutrição animal, com experiência em marketing veterinário e venda de produtos de conceito.

Leia Também:

Gostou deste post? Deixe seu comentário