Creep para potros, seus benefícios e como fazer

Creep para potros, seus benefícios e como fazer
O creep feeding ou cocho privativo trata-se de uma estrutura física para a suplementação de equinos jovens até o desmame, onde só quem possui acesso são os potros, visando sua suplementação sem separa-los da mãe. Ocorre a oferta de concentrado específico para a categoria, ou mais comumente chamado de creeper, podendo ser ofertado a partir de 15 dias de idade, onde o intuito é complementar os nutrientes do leite materno, atingindo a exigência nutricional diária do potro.

A taxa de crescimento e a necessidade nutricional diária na dieta do potro são mais altas enquanto o potro está em aleitamento. Os nutrientes produzidos pela égua no início da lactação atendem adequadamente aos requisitos para o potro jovem. No entanto, após o pico de lactação, que ocorre entre 40 a 45 dias pós parto, há um declínio na quantidade de produção e na qualidade nutricional do leite, não sendo suficiente para suprir a demanda nutricional diária. Com isso, ele tende a ingerir alimentos sólidos em maior quantidade, buscando atingir à demanda constante da sua curva de crescimento.

Outra vantagem do uso de creeper seria para a próxima fase da vida do cavalo, o desmame, que é definido pelo processo de separação da égua de seu potro, cessando a amamentação por completo de forma natural ou artificial. O desmame é uma fase delicada, que exige cuidado, pois é o momento mais estressante da vida do cavalo. Ocorre mudança na dieta e perda da companhia da mãe. Condições de estresse fazem com que o animal possa adquirir prejuízos que comprometam toda sua vida, tendo impacto direto na curva de crescimento do potro, e afetando a saúde digestiva. O creep feeding age diretamente na redução/minimização do estresse agudo na fase de desmame, pois habitua o potro ao consumo de alimento sólido desde as primeiras semanas de vida e, por atuar como complemento nutricional, o potro se torna menos dependente do leite materno.

Na composição da ração de creeper, é adequado que os níveis de proteína sejam elevados e de alta qualidade; níveis equilibrados de vitaminas e minerais, com maior importância para cálcio, fósforo, cobre, zinco, selênio e vitamina E; palatabilidade, muitas vezes com adição de leite em pó; e que apresente boa digestibilidade para o melhor aproveitamento nutricional possível. A quantidade fornecida/consumo por animal varia de 0,25 a 1% do peso vivo, sendo que a primeira quantidade seja ofertada no primeiro mês de vida e a segunda aos 5 meses de idade, ou seja, bem próximo ao desmame e não ultrapassando esse valor. É indicado homogeneizar o lote por idade, afim de não haver erros no fornecimento do creeper e facilitar o manejo.

Os sistemas de alimentação e fornecimento de rações de creeper são diversos, começando pelo sistema lanchonete, onde éguas e potros são recolhidos juntos na área de manejo alimentar, e são alojados em compartimentos individuais, cada um recebendo o seu devido concentrado. Outro sistema seria composto de um cercado simples no piquete das éguas paridas, onde apenas o potro terá acesso, podendo restringir a altura da abertura. A largura das entradas e saídas também pode ser regulada, para desencorajar as éguas de tentar entrar no creep feeding. O tamanho ou as aberturas no alimentador dependem da idade, tamanho dos potros (diretamente ligado à raça) e podem ser construídos para que ajustes possam ser feitos durante o crescimento dos potros.

Dimensionamento de um sistema de fornecimento de creeper através de um cercado, indicado para 10 éguas lactantes com 10 potros até 5 meses de idade:
  • Materiais usados na construção: formas arredondadas, sem arames, pregos, pontas expostas;
  • Tamanho: 4,00 metros de cocho e 5,00×7,00×1,40 metros de área cercada;
  • Altura do cocho ao chão (potro): 0,40 à 0,60 centímetros;
  • Cercado: 5,00×7,00 metros com altura ajustável da trave de 1,20 à 1,40 metros do chão. Ideal que seja coberto e com proteção lateral contra vento e chuva;
  • Localização: ao lado do cocho das éguas, área de fácil acesso e visualização.

Métodos de suplementação, garantem maior ganho de peso e altura ao desmame, se adaptando melhor ao estresse causado por essa fase, e com isso diminuindo queda de imunidade e futuras complicações clínicas.

NOTA UNIVITTÁ

Os primeiros meses de vida dos potros é período de altíssima conversão e de maior desenvolvimento dos potros. Dessa forma, qualquer investimento de suplementação nesse período vai ser de grande impacto para toda a vida do animal, principalmente para sua vida atlética.

Pensando nisso a Univittá desenvolveu vários produtos para todos animais envolvidos na vida do neonato. O Pro-SACC, um aditivo probiótico onde suplementando a mãe você garante o aumento da produção de leite e suplementando o potro você antecipa a transição do leite para o alimento, melhorando assim a maturidade do sistema digestivo e prevenindo diarreias. O Kronus, um sal mineral que auxilia a formação dos ossos, articulações e tendões, além de melhorar a formação de células sanguíneas, síntese muscular e hidratação doa animal, além de beneficiar o equilíbrio hormonal. O Pro-SACC pasta, que ajuda no combate da diarreia, e o CRESCER que otimiza muito o desenvolvimento do animal auxiliando no crescimento e na formação do potro como um todo.

Saiba onde comprar produtos Univittá:
Encontre o revendedor mais próximo.
Angelo Araújo
Angelo Araújo

Estudante do LabEqui, USP - Universidade de São Paulo

Mais artigos deste autor
Leia Também
Saiba como fazer e os benefícios das esterqueiras ou composteiras
Saiba como fazer e os benefícios das esterqueiras ou composteiras

O tratamento dos resíduos vai gerar ganhos imensuráveis para sua criação e para sua propriedade. A adubação com compostagem produto das esterqueiras é valioso tanto para sua propriedade quanto para comercialização

FOOT BALANCE Suplemento para cascos
FOOT BALANCE Suplemento para cascos

Nesse artigo falamos sobre os resultados que o FOOT BALANCE o produto para cascos da Univittá proporcionou para um muar na USP Pirassununga.

Gostou deste post? Deixe seu comentário